Dignidade

Dignidade Humana

O principal fundamento dos direitos humanos é a garantia da dignidade. Todos os seres humanos devem ter reconhecido seu direito a ter direitos. Isso significa que todas as pessoas devem ter a garantia de viver dignamente. Portanto, violências no campo físico, moral, psíquico, social, cultural são inaceitáveis. Mas, na realidade, os princípios que norteiam a dignidade humana estão longe de serem adotados de forma integral na nossa sociedade.

Qual é o nível de humanidade e dignidade atribuído a pessoas negras, indígenas, LGBTs, aos imigrantes e às mulheres, por exemplo? Quais mortes causam mais comoções e quais delas a sociedade considera aceitáveis? Infelizmente para alguns grupos sociais parece haver pessoas consideradas "matáveis", consideradas como indignas.

Quando isso acontece vivemos um contravalor. E essa inversão atua como uma autorização - explícita ou velada - das violações contra as vidas e os direitos de determinados grupos no Brasil. Para garantir a dignidade, é fundamental reconhecer a humanidade na história e no corpo de todos e todas.

Violência no bairro do Ibura, em Recife, altera local de atividade do Usina de Valores

Realizaríamos uma roda de conversa e slam de poesia no bairro do Ibura, em Recife. Mas foi preciso mudar os planos. Agora, a atividade acontecerá no Parque Treze de Maio.

Bem-viver é tema central da segunda formação em Recife

No segundo clico formativo do curso Usina de Valores em Recife, o valor Bem-viver e…

‘Autocuidado como ferramenta de resistência’ é tema de debate público em Recife

Um dos valores que norteia a atividade é o Bem-Viver, que foi definido por Pacheco, durante o evento de lançamento do Usina de Valores, em março de 2018, como um conceito que só pode ser praticado a partir “daqueles que foram colocados à margem de uma vida que valha a pena viver”.